Otimização de Sites

Mandala: mais uma pirâmide disfarçada?

Conheça tudo sobre a Mandala, o novo golpe de pirâmide disfarçada que chegou na praça

Tempos atrás eu sempre fazia esse tipo de artigo, comentando sobre algum novo tipo de pirâmide que vinha surgindo. Muita gente xingava nos comentários(normalmente quem estava dentro), ameaçava de processo e na época cheguei a conclusão de quem entrava em uma dessa, tinha mais é que se ferrar mesmo. Já publiquei até alguns artigos sobre isso:

Telexfree, BBom e Multiclick: por que pirâmides conseguem enganar tantas pessoas?

Caiu em um golpe na Internet? A culpa é sua!

Mas recentemente vi que não só esses golpes continuam, como eles também se tornaram mais criativos. Alguns amigos vieram me perguntar inbox sobre algumas dessas coisas e resolvi então tirar um tempinho pra falar sobre.

A bola da vez é conhecida como Mandala, e diz que não é pirâmide. Será? Vamos ver…

O que é a Mandala?

mandala-piramide

De acordo com alguns sites, como o BHAZ(veículo importante e conceituado do estado de Minas gerais):

“Na iniciativa, que já tem adeptos em diversas cidades brasileiras, um sócio recente investe certa quantia em dinheiro e indica novos integrantes para que multiplique os valores cedidos. O que muita gente não sabe é que esse esquema já é investigado pelas autoridades por ter características de pirâmide financeira, prática proibida no Brasil.

A promessa de dinheiro rápido, por meio da indicação de amigos e familiares, é divulgada por meio das redes sociais e de aplicativos como o WhatsApp. Relatos de pessoas que investiram pequenas quantias para participar de “mandalas” e, em troca, receberam altos valores podem ser vistos no Twitter e no Facebook. Na teoria, os participantes vão subindo de nível e aumentando a própria renda a cada vez que outras pessoas entram no círculo.”

 

Opa, dinheiro rápido indicando pessoas, er, isso começa a parecer com..er..tipo… pirâmide?

Mas tudo bem, vai ver eu que tenho preconceito mesmo com esse tipo de golpe  esse tipo de coisa. Bom, vamos atrás de mais informações. De acordo com o G1, ela tenta se diferenciar do esquema comum de pirâmide:

“O dinheiro é depositado diretamente na conta bancária pessoal e cada participante é responsável por convidar novas pessoas.

Não existem produtos sendo comercializados. O sistema é dividido em quatro grupos – fogo, ar, terra e água. Ao aderir, o usuário investe os R$ 100 e precisa convidar mais duas pessoas para que também invistam. Depois de completar a quantidade necessária de participantes, recebe de cada um o valor também de R$ 100.”

Por que parece ser pirâmide?

Vamos lá:

– Não existe produto, o dinheiro não entra para adquirir produto, serviço ou investimento. Simplesmente ele…..entra.

-O que realmente dá dinheiro é botar pessoas para dentro do “esquema”

De acordo com o promotor Marco Aurélio Ribeiro, da Promotoria de Defesa do Consumidor, do Ministério Público do Acre (MP-AC), a organização da Mandala possui indícios de pirâmide financeira, uma vez que os últimos participantes acabam custeando os lucros de quem aderiu antes.

“Tem características de uma pirâmide financeira. Basta uma pessoa com a mínima noção sobre o sistema para ver que é impossível você dar R$ 100 e receber R$ 700 a mais no mínimo. Alguém está pagando esse dinheiro por você. Quem vai entrando depois vai sustentando a rede de recurso”, acrescenta.

Golpe com empoderamento feminino

Em alguns estados, eles foram mais além, criando grupos somente de mulheres e com mensagens “espirituais” ,de empoderamento e auto ajuda no meio de tudo. A promessa é de que as participantes multiplicarão o dinheiro, evoluirão espiritualmente e ainda ajudarão outras mulheres. Para isso, é preciso convidar amigas para participar da “mandala” – grupo de 15 mulheres organizadas em hierarquias. Imagine um círculo de quatro camadas: oito mulheres na camada mais externa e, sucessivamente, quatro, duas e uma no centro. Cada uma dessas camadas recebeu o nome de um elemento da natureza – respectivamente, fogo, ar, terra e água. Isso acontece porque, de acordo com o sistema, as integrantes “desbloqueiam” os elementos em si mesmas cada vez que passam de etapa, dando a impressão de que a mulher que chega ao centro alcança um estágio de evolução superior. Tudo balela para convencer as mulheres a entrarem.

Outro fato bizarro é essa imagem photoshopada de uma notícia falsa que inventaram e mandam via Whatsapp para convencer o povo:

mandala-noticia-falsa

Ora, se o sistema é super legal, por que inventar notícia falsa?

O que eu acho?

Podem me xingar nos comentários, mas a meu ver é mais um golpe que vai levar embora o dinheiro de um monte de trouxa ganancioso. Assim como foi a Telexfree, BBom, Multiclick e várias outras que estão por aí cheias de processos. Sinceramente nem da pra culpar só quem organiza esses esquemas, na verdade quem entra é tão ganacioso/criminoso do mesmo jeito, achando que levará dinheiro fácil sem trabalhar. Pra quem acha que trabalhar na Internet é fácil, fica a dica desse texto:

Coisas que ninguém te conta sobre trabalhar com Internet…

Se você tem mais algumas sugestão de artigo pode deixar aí nos comentários!


Seja um leitor Premium, receba os artigos direto no email:


Almy
Almy Fróes é Analista de TI, problogger e compartilha no Mestre dos Sites o que aprendeu sobre WordPress, blogs, SEO e otimização de sites
Mais alguns posts interessantes:
google pagerank
Google PageRank: o que é e para que serve?
agregadores febre
Otimização de sites: 5 coisas que o usuário odeia encontrar no seu site!
site fora do ar
Serviços que avisam quando o seu site sai do ar

Deixe seu comentário

Your Comment*

Your Name*
Your Webpage